Busca de produtos
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
.09
A NTC Associação Nacional de Transportes de Cargas e Logísticas registrou em 201...veja mais.
.09
Uma das maiores dificuldades para o profissional é manter o caminhão em perfeito...veja mais.
.07
Depois de muita discussão, muitas dúvidas e muitos questionamentos, o Denatran o...veja mais.
.07
Motoristas que utilizam as estradas durante o dia devem ficar atentos. A partir ...veja mais.
MARGINAIS TERÃO A PARTIR DE HOJE LIMITE DE VELOCIDADE REDUZIDA (20/07/2015)

O paulistano terá de conviver com uma novidade um tanto polêmica a partir de hoje: as marginais Pinheiros e Tietê terão a velocidade máxima reduzida. Na pista expressa, o limite cairá de 90 km/h para 70 km/h. Já na local, diminuirá de 70 km/h para 50 km/h. A medida atingirá também os motoristas de caminhões, que não poderão ultrapassar os 60 km/h na via expressa.
 De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a razão que motivou a decisão foi o número alto de vítimas em acidentes de trânsito nessa região. O objetivo da redução é diminuir a quantidade e a gravidade desse tipo de acidente. Em 2014, ocorreram 1.180 ocorrências com vitimas nas duas marginais, sendo que 1.399 pessoas ficaram feridas e 73 morreram – dez a mais do que em 2013. A medida faz parte de um compromisso assumido pela cidade de São Paulo, em 2009, de reduzir em 50% o número de mortes no trânsito entre 2011 e 2020.
A instituição deseja atingir índices de mortalidade no trânsito menores do que os de países desenvolvidos. Mas a realidade está distante: Alemanha, Canadá e Coreia, por exemplo, reduziram o número de mortes no trânsito em 47%, 23% e 49%, respectivamente, de 2000 a 2011. O Brasil, no mesmo período, registrou um aumento de 49%.
Para ter números mais próximos aos de países desenvolvidos, a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) decidiu implementar a redução de velocidades. Em 1985, a Suíça reduziu a velocidade máxima de suas rodovias de 130 km/h para 120 km/h e o número de acidentes fatais recuou 12%. No mesmo ano, a Dinamarca mudou a velocidade de suas rodovias em áreas construídas de 60 km/h para 50 km/h e a redução foi de 24%.
De acordo com a CET, a redução está diretamente ligada aos riscos de morte por que “a partir de 30 km/h qualquer acréscimo na velocidade tem seu efeito muito ampliado sobre a letalidade do acidente”. Segundo a instituição, se um impacto a 30 km/h tem menos de 10% de chance de matar o pedestre, a 40 km/h essa chance sobe para cerca de 20% e a 50 km/h se aproxima dos 50% de chance, chegando a 100% para qualquer velocidade acima dos 80 km/h.
Agora, há quem diga que andar a 90 km/h na pista expressa das marginais é quase impossível, por causa do trânsito. Mas a CET está preocupada mesmo é com o período de menor quantidade de veículos nas marginais – à noite. A maior incidência de acidentes com mortes coincide com os horários de menor transito na Tietê e na Pinheiros, ou seja, nos horários em que os motoristas conseguem dirigir mais rápido.
Além da redução de velocidade, a CET irá instalar novos radares eletrônicos e aumentará a operação de fiscalização aleatória e alternada em ruas e avenidas da cidade.

Fonte: UOL

Av. Antonio Ortega 3450 - Lote 3 - Setor K - Chácara do Pinhal - CEP: 13315-000
Cabreúva / SP (Sede Própria) - SAC +55 (11) 4529-1444 | Desenvolvido por FMS360
 
Siga-nos no Facebook:
Clique para fechar